05/06/2013 - 10:04 am

Jorginho do Império “Eu E Meu Pandeiro” (1976)

Gravadora: Polydor 2451 082 - Ano: 1976

Álbum completo - 13 faixas - 39 min

Álbum: Jorginho do Império - Eu E Meu Pandeiro - 1976
  1. ÁGUA NO FEIJÃO
    (Jorginho do Império / Ubirajara Dias)

    água no feijão que chegou mais um,
    chegou mais um, chegou mais um.

    afina cavaco e viola,
    que a remandiola já vai começar
    eu quero ver primeiro,
    quem é partideiro e quem sabe dançar (água no feijão)

    e chegou mais um pandeiro,
    mais um batuqueiro pra colaborar
    ninguém vai ficar de fora,
    vai ter sua hora de participar,
    batendo um samba na mão,
    ou cantando o refrão pro pagode esquentar,
    i tá chegando mais gente,
    eu só fico contente se a casa lotar. ( água no feijão)

    tem gente por todo canto,
    mas eu lhe garanto que mais vai chegar,
    tem gente em pé na cozinha,
    até na vizinha querendo chegar,
    e a minha casa é pequena,
    mas você morena não pode sobrar,
    tem um lugar no meu peito,
    e eu dou o direito de você entrar (água no feijão)

  2. O IMPERADOR
    (Paulo Debétio / Paulinho Rezende)

    você que fundou o Império
    e não se vestiu de imperador
    ficou sendo um lá do Serrano
    apena um mano poeta e cantor
    de braço com o mestre Fuleiro
    Molequinho e outros bambas
    na casa da Dona Eulália
    pintaram de verde e branco
    a bandeira do samba

    desce os dedos pelo braço da viola
    faz enredo que teu samba me consola
    Mano Décio desce os dedos na viola,
    faz enredo que teu samba me consola

    a Serrinha sente a falta do teu canto,
    vê se volta pro teu povo, e faz o teu povo cantar
    você que tira o chapéu na humildade,
    dê licença vou tirar o meu com vaidade

  3. ASSIM É DEMAIS
    (Jorginho do Império / Ubirajara Dias)

    assim é demais
    é melhor parar
    você sempre encontra
    um motivo pra se embriagar
    mas assim é demais

    no calor você bebe
    pra se refrescar
    no frio você bebe
    pra poder se esquentar
    na chuva você bebe
    pra não se gripar
    no sol você também bebe
    pra não se solar

    se está triste você bebe
    pra se alegrar
    se está alegre você bebe
    pra comemorar
    se está sozinho você bebe
    pra solidão espantar
    se está acompanhado
    também bebe pra participar

    se está doente você bebe
    pra doença acabar
    se está com saúde você bebe
    pra se resguardar
    se está com sono você bebe
    pra despertar
    se tá sem sono você bebe
    pro sono chegar

  4. PAZ EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL
    (Clóvis Scarpino / Wilson Moreira)

  5. EU CANTO SÃO PAULO
    (Jorginho do Império)

    São Paulo,
    dentro de você eu não me calo,
    canto o meu samba, com a maior empolgação,
    São Paulo,
    canto o meu samba pra você agora,
    chegando a hora, tenho que ir embora,
    mas, de tí eu não esqueço não !

    São Paulo, das noites de frio,
    no Rio, sinto mais calor,
    o Rio, me inspira em poesia,
    São Paulo, me inspira em amor !

    nesta madrugada triste,
    ao romper da aurora,
    meu amor, fica aí,
    que eu vou embora !

  6. É PRECISO DAR
    (Jorginho Pessanha)

  7. POT-POURRI: CHOREI QUANDO O DIA CLAREOU / MULHER DE MALANDRO / SAI DA CASA DA VIZINHA / QUANTO MAIS CARINHOSA MAIS FALSA
    (David Nasser / Nelson Teixeira) / (Joãozinho da Pecadora) / (Adpt. Jorginho do Império) / (Adpt. Jorginho do Império)

  8. JOGO DA AMARELINHA
    (Savio Soares)

  9. CAVACO VADIO
    (Paulinho Rezende / Totonho)

    machado bateu na madeira
    cavaco voou para bem longe do pau
    caiu numa roda de samba
    um samba de roda que não tem final

    cavaco se um dia eu te cato
    eu te desacato eu te desafio
    e se do meu samba discorda
    te prendo nas cordas cavaco vadio
    e se começares com choro
    só por desaforo eu pego a viola
    e faço reinar no terreiro
    viola e pandeiro e nem te deu bola
    mestiço tu és cavaquinho
    teu bojo é de pinho
    teu braço é nogueira
    comigo é assim não tem jeito
    ou toca direito ou vai pra fogueira

    cavaquinho sola
    cavaquinho chora
    cavaquinho faz um acorde nas cordas
    vai embora

  10. AMOR SELVAGEM
    (Aloysio / Damasceno)

    amada vê se me arranha
    e deixa suas marcas todas no meu corpo
    eu quero desfrutar do seu amor selvagem
    e quero ver se é tão perigoso
    eu quero ir até o céu da sua boca
    e adqüirir uma estrela só pra mim
    não me importo com que os outros falem agora
    pois o nosso amor ainda não chegou ao fim

    o seu carinho não existe igual
    pois consegue preencher os meu pontos vazios
    com seu toque divinal
    suas mãos me acariciam
    não estou para ninguém
    ao seu lado eu sou outro
    sem você não sou ninguém

    lalaia, lalaia…

  11. A LUA E O MAR
    (Gracia do Salgueiro)

    a lua no céu clareia o mar
    a lua no céu clareia o mar
    é lua

    em noite de lua cheia
    a gente passeia na beira do mar
    e deixa presente na areia
    e bate cabeça para saravá
    é lua

    saravá Mariazinha
    Joãozinho da Praia
    e Ogum Beira Mar
    saravá seu Sete Ondas
    saravá o povo do mar
    é lua

    venha candengo e vai na pedra
    e aproveita o clarão do luar
    escreve a linguagem das ondas
    pra saber o segredo do mar
    é lua

  12. PERDI A NAMORADA
    (Catoni / Jabolô / Waltenir)

  13. EU E MEU PANDEIRO
    (Isaias Souza)